Amigas do Peito

Eu tenho um bebê de 4 meses o qual alimento exclusivamente com leite materno a minha licença ( que já foi ampliada os 15 dias) acabam dia 25/10. Fiquei muito feliz hoje ao saber sobre a aprovação do projeto de lei de seis meses. Vocês estão sabendo de alguma coisa? Será que posso recorrer de alguma forma? Por favor me respondam. Obrigada!

 

Olá A.!

A CDH (Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa) do Senado aprovou nesta quinta-feira o Programa Empresa Cidadã, que prevê a ampliação da licença-maternidade de quatro para seis meses. A decisão é válida para trabalhadoras de empresas privadas que aderirem ao projeto. A adesão é facultativa, tanto para a empresa quanto para a trabalhadora. O projeto prolonga de 120 para 180 dias a licença-maternidade, permitindo que mãe e filho convivam por mais tempo. O objetivo do projeto é destacar a importância do vínculo entre a mãe e o bebê, garantindo a amamentação nesses seis meses. Nos primeiros meses de vida do bebê, o leite materno funciona também como uma espécie de vacina para vários tipos de doença comuns no período.

Segundo a proposta, o salário dos dois meses excedentes seria pago pelas empresas, e não pela Previdência Social. A idéia é não sobrecarregar o INSS, que já gasta por ano cerca de 1 bilhão de reais para manter em casa mulheres que acabaram de dar à luz. O empregador, por sua vez, terá isenção total no Imposto de Renda do valor pago às trabalhadoras nos dois meses a mais de licença.

Portanto, apesar de aparentar uma vitória, ela ainda não´o é, porque, de qualquer forma ,a mulher de carteira assinada,vai depender da boa vontade da empresa que trabalha..o que nem sempre, a mulher pode contar com isso,  né?

Grande abraço

Claudia Imenes

AMIGAS DO PEITO